InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 {FP} Baptiste R Schimmelpfenn

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Baptiste R Schimmelpfenn
Líderes do Distrito
Líderes do Distrito
avatar

Mensagens : 10
Pontos : 12
Data de inscrição : 16/03/2014
Localização : Parte Central

MensagemAssunto: {FP} Baptiste R Schimmelpfenn   Dom Mar 16, 2014 6:35 pm


Baptiste R. Schimmelpfenn

Líderes de Distrito e Parte Central



Alemão



21



Steven R. McQueen
CARACTERÍSTICAS FÍSICAS:
Steven é considerado um rapaz de porte alto, medindo em torno de 1,85 e por conta de exercícios físicos e seu amor por treinos, com um porte físico bom. Tem cabelos castanhos e lisos que costumam ser cortados curtos e olhos na mesma cor, com pele clara. O garoto não tem piercings ou qualquer tipo de brinco pelo seu corpo, como também não tem qualquer resquício de tatuagens.
CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS
Pode-se dizer que Baptiste é um garoto de extremos. Desde pequeno, havia herdado o humor da sua mãe, sendo sempre muito tranquilo, paciente e não se estressava com pequenas coisas, sempre sendo positivista e visando as melhores coisas em qualquer situação. Sempre foi um rapaz muito e inteligente e sempre portou ótimos argumentos, assim como sempre foi muito bom com suas falas, mesmo desde pequeno em que convencia seus amiguinhos no jardim de infância, a trocar seus brinquedos mais legais com ele. Além do lado orador formidável e personalidade carismática, o garoto portava de certa fúria que raramente poderia ser vista, porém quando exalada, poderia ser um tanto que destrutiva. Baptiste só passou por um momento de fúria duas vezes em sua vida, quando seus pais morreram, e experimentando da falta de controle de suas ações, o garoto prometeu a si mesmo que tomaria conta para que isso não acontecesse novamente. Poderia ser calmo, convincente e uma companhia agradável, mas também era uma bomba relógio pronta para explodir a qualquer momento.
HISTÓRIA

Baptiste foi nascido e criado em Berlim, capital Alemã, lugar que sempre amou e sempre prometeu nunca abandonar. Não era para menos. Ser alemão e morar onde vivia, era simplesmente perfeito para uma pessoa como o garoto. A economia era boa, a cidade grande era cheia de oportunidades e para uma pessoa que frequentava um colégio como o seu, a vida só podia lhe garantir sucesso. Baptiste era filho de Rudy e Loreline Schimmelpfenn, um casal de médicos, ambos formados pela mesma universidade na qual se conheceram. O menino foi seu único filho e a grande alegria de suas vidas. Sempre cuidaram da criança como se fosse o maior presente dos céus e sempre lhe proporcionaram a melhor vida possível, assistindo com cada vez mais orgulho o crescimento do filho que haviam colocado no mundo.
Baptiste sempre foi uma criança um tanto... Peculiar. Aos dez anos de idade era cheio de amigos na escola, mas não porque foi o primeiro da turma a dar um beijo em uma garotinha, ou não porque era o menino da turma com o tênis mais legal. Ele era simplesmente uma pessoa com quem todos adoravam conversar e ficar perto, por ter uma personalidade totalmente carismática e geralmente conseguir tudo o que queria, não sendo mimado e batendo o pé como outras crianças, mas sim através da fala que era totalmente impressionante para um garoto em seus dez anos de idade. Com o tempo, Baptiste descobriu que era possível ganhar o mundo dessa forma. Descobriu que pela lábia era a melhor forma de conquistar uma menina, descobriu que pelo discurso era a forma mais fácil de conquistar seguidores, descobriu que sendo um orador formidável, conseguiria tudo o que quisesse e mais. Com essa idade foi onde ele começou no grupo de debate e onde ganhou o primeiro dos seus muitos troféus. Acontece que não só foi o primeiro garoto tão novo a ganhar um torneio, como começou a ser vencedor invicto até os dezessete anos, deixando seus pais extasiados de alegria, e decidindo que política seria a carreira que queria tomar. Se interessou por Maquiavel e começou a ler muito. Sempre teve as melhores notas e isso lhe garantia qualquer tipo de concurso público. Aos dezoito anos, já tinha tudo programado para ter sucesso... Mas aquela época, era quando as coisas começaram a se complicar por Berlim.
Dois anos antes do menino completar dezoito, pessoas começaram a adoecer por uma espécie de vírus que pareceu tomar grande parte da população. Com o tempo a coisa começou a piorar. Antes, apenas algumas famílias estavam infectadas, eram levadas para hospitais, mas a coisa não era levada muito a sério. Depois disso, outras começaram a adoecer e com alguns anos, as coisas tomaram uma proporção inimaginável. O ápice de toda aquela loucura, foi quando Baptiste completou seus dezoito anos e quando mais de a metade da população estava infectada e agindo como loucos. Sair de casa não era mais seguro, viver não era mais uma vantagem. Os cidadãos que ainda eram saudáveis, foram levados para uma base militar, onde ficaram seguros por alguns meses, sendo sempre escoltados e sempre acompanhados por militares que garantiam suas seguranças. Para aqueles que estavam na base, existiam todos os tipos de rumores sobre um apocalipse que acontecia e por mais que os pais de Baptiste diziam que era uma lenda, as notícias que recebiam sobre outros países, começaram a espanta-lo mais e mais. Ouviu que grande parte da América do Sul havia sido extinta, ouviu também que os Estados Unidos estava devastado. Ouviu rumores sobre um distrito de sobreviventes em Nova York em que todos tentavam sobreviver, e de acordo com os boatos, era para lá que pessoas eram escoltadas todos os meses. Se havia uma chance de recomeçar, aquela seria a oportunidade perfeita, porém com tantos rumores rolando naquele tempo, era difícil distinguir a verdade da boba esperança de pessoas que apenas zelavam pela sobrevivência.
Depois de passarem cinco meses no quartel, o grupo do menino seria o próximo a ser levado para os Estados Unidos. Como sempre, militares passaram um por um, tirando sangue de cada e examinando quem estaria infectado do vírus e quem não estaria. Baptiste passou, assim como o seu pai, mas por uma ironia, sua mãe, quem eles tinham certeza de que estava perfeitamente saudável, foi diagnosticada como doente, e nesse momento, sua passagem para dentro do avião que os transportaria foi impedida, causando grande ira sobre o garoto por conta da injustiça. Por um momento em sua vida, Baptiste esqueceu das palavras e tomado por uma enorme fúria, só conseguiu pensar com atos violentos que despejou sobre os militares. Obviamente que uma pessoa desarmada contra homens armados até os dentes não teria chance, mas o garoto até durou uns cinco minutos antes que um dos homens com armas bateu em sua cabeça com o cabo da arma e levou-o a um estado de devaneio, em que por pelo menos duas horas não conseguiu decidir o que era realidade ou o que era sonho.
Baptiste se lembra de um alto motor soando e de ser erguido no chão por um avião que pareceu levar horas para atingir o seu destino. Quando finalmente aterrissaram nos Estados Unidos, ambos -Baptiste e Rudy -demonstravam puro luto pela morte da mãe e esposa tão querida. Assim que desembarcaram, foram escoltados novamente por um grupo de patrulheiros americanos que prometiam que iriam ajudar. Juntos, todos caminharam pelo que pareceram horas, diante da destruição que antes era a cidade de NY. Se a Alemanha estava ruim, aquele lugar estava pior. Havia prédios abandonados, pontes quebradas, carros virados e todos os tipos de sinais de destruição possivelmente visíveis. A caminhada que pareceu eterna finalmente alcançou uma espécie de base, em que pararam por um momento para beberam água e reabastecerem-se para continuar suas caminhadas até o famoso distrito. Infelizmente, por um descuido dos patrulheiros, não foram vistos um grupo de infectados que se aproximaram o bastante para conseguirem atacar o grupo de humanos que ali estava e sobreviver por hora as armas de repressão. Nesse pequeno ataque, quatro pessoas foram levadas, entre elas duas mulheres e dois homens, sendo um deles o pai de Baptiste que morreu em seus braços. Agora sofrendo a segunda perda em poucas horas, a vontade do garoto era deixar tudo para lá e simplesmente se entregar a morte que parecia mais confortável do que a dor. O ponto de viver em um muito destruído, sem as únicas pessoas importantes em sua vida, era simplesmente terrível e inútil, porém com a inquisição de dois homens patrulheiros, o garoto foi forçado a seguir até que finalmente encontraram os muros que abrigaria o futuro do garoto.
Assim a vida seguiu então. O menino viveu lá por dois anos até os dias de hoje, onde resolveu se envolver com política e trabalhar como um membro do conselho que ajudava presidente Benson em suas decisões. Nutrindo uma admiração pelo líder do distrito, Baptiste decidiu que de fato, aquela era a sua carreia e que mesmo com o mundo caindo, era nela que queria crescer, para tomar decisões muito mais importantes do que tratados internacionais. Agora tomar decisões para proteger todos aqueles ratos sobreviventes da pandemia que havia ocorrido. O menino foi morar com um grupo de pessoas que conheceu quando chegou no distrito e que lhe acolheram de braços abertos, tocadas pela história do menino e desde então, o garoto vem tentando reconstruir sua vida, à base de uma instituição totalmente instável, mas que lhe oferecia as melhores chances.
copyright 2013 - All Rights Reserved for Larissa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arianne Benson
Cannons
Cannons
avatar

Mensagens : 76
Pontos : 129
Data de inscrição : 05/08/2012
Localização : Por ai, sabe como é né?

Ficha do Morador
Dinheiro na Carteira: 5.000 Reais
Mochila:

MensagemAssunto: Re: {FP} Baptiste R Schimmelpfenn   Dom Mar 16, 2014 6:46 pm

Aprovada

Querido Baptiste,
Meus sinceros, parabéns, sua ficha ficou impecável.
Temos o prazer de informar que foi aceito e agora tem a permissão de seguir com seus objetivos! Lembramos que todas as regras devem ser seguidas para um jogo sem conflitos. Seja Bem vindo ao New World e boa sorte!
Staff

JESS

Template EXCLUSIVO da Administração

___________________
We wrote our names on blood.
If you know what I Mean...  ❥ Kill 'em all  ❥ Zumbis mortos: 00
CG @

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://mworld-rpg.forumeiros.com
 
{FP} Baptiste R Schimmelpfenn
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Suíte de Baptiste

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Primeira Parada :: Registros :: Fichas :: Fichas Aprovadas-
Ir para: